ALP Gouthier Curriculum Vitae

Anna L P Gouthier

Curriculum Vitae - 2018

Name - ANNA L.P. GOUTHIER

& Writer’s name: A.L.P. GOUTHIER

 

BIOGRAPHICAL DATA

 

            Anna Gouthier, previously Anna Luciano-Pereira, was born in Belo Horizonte, MG, Brazil, in November of 1947.

Daughter of Antônio Luciano Pereira Filho and Clara (Dayrell Catta-Preta) Luciano Pereira. Father a notable Business Man, Industrialist and Medical Doctor.

            Studied at Sacre-Coeur de Jesus, Colegio Sao Paulo and Instituto Isabela Hendrix, all in Belo Horizonte.

Courses of English for Foreign Students during Summer holidays at: University of Alabama, Montevallo; St. Michael’s College, Winooski – Vermont; & University of Pennsylvania, Philadelphia.

And courses of French at the Institut Catholique de Paris.

From September 1963 to June 1964, attended to Rosemont College, Liberal Arts Program.

In June 1964, transferred to Boston University, school of Business Administration and graduated in mid-1966, with a Bachelor of Science Degree in business Administration, with a major in International Business.

 

            Moved to London, England in 1967 and in the next years continued her studies of modern languages in Spain, in Italy and in Germany.

In London, worked for Interbras Comercio Internacional, Petrobras; and for Canasta Ltd, both in the field of International Business.

Married Elias J.B. Mavroleon, and daughter Beatrice was born in November of 1980, and son Basil born in September of 1983, both in London.

 

            In 1989, moved to Belo Horizonte with two children and divorced from her husband. In Brazil, worked in the Family’s Real State Business and in the Sugar-Cane Business. As of September 1995, assumed the administration of a family hotel, soon also building an annexed Convention Centre, re-naming it: Dayrell Hotel and Convention Centre, which she administers to this day.

In 1997 buys the Ouro Verde Hotel, in Copacabana – Rio de Janeiro, and the Dey Rey Hotel of Belo Horizonte, administering them under the flag of Dayrell Hotels until approximately 2004 when they are sold, keeping only the original main concern in Belo Horizonte.  

 

She has travelled extensively through the world, with particular interest in South-East Asia, from where she collected samples of local textiles. And from the early years of her hands-on administration of the hotel, she started producing wall-hanging pieces made of Oriental Textiles, with which she decorated the public areas of the hotel and convention centre.

 

            By 1999, both of her children had returned to the UK; and in 2003 she marries Roberto O.S. Gouthier and they also moved to London.

She now lives mostly in London and soon also in Lisbon, from where she controls her business interests back in Brazil, but also goes back to the country of origin twice per year, to personally supervise operations.

 

            In addition to managing her properties and businesses she is now also a successful published author, having written under the name of A.L.P. Gouthier. In 2017 she launched in Brazil her book, first written in English and translated herself into Portuguese: PINDORAMA & ANCIENT HUMAN TRAILS. A non-fiction production based on research.

            And is presently working on her second book: THE BRONZE WARRIOR, a biographical anthology, expected by 2020. Both books are described below.

 

            As of 2017, she also started to idealise produce a collection hand-bags, using for this her collection of Oriental Textiles and upholstery textiles left-over from the Hospitality Business, which she markets under the name of ANASTASIA PERSEPHONE CREATIONS.

           

Business Address – Rua Espirito Santo 901, 3º andar, Centro,

                                    Belo Horizonte, MG, 30 160 0314, Brazil.

Places of Residence – London, Lisbon and Rio de Janeiro. 

 

Office Phone – (55)31 3248 0500

Emails alpgouthier@dayrell.com

& -        algouthier@aol.com

 

Websites – Writer’s site: www.alpgouthier.com    

                  Writer’ Blog:  www.anastasiapersephone.com

                    Hotel Site:  www.dayrell.com.br        

 

Marketing

Linked-In, Instagram and Amazon Books as: ALP Gouthier.

Facebook as:  Anna LP Gouthier or Anastasia Persephone Creations

& Dayrell Hotel & Conventions.

Promotional Action as Writer - INTERVIEWS for TV CHANNELS, RADIO STATIONS, MAGAZINES as well as presentations in BOOKFAIRS in Brazil, where one book has already been published, and soon in Portugal.

 

Honours and Awards – AWARDED WITH OFFICIAL APPROVAL BY THE MINISTRY OF CULTURE OF BRAZIL, WHEN PRESENTING RESEARCH FOR BOOK ‘PINDORAMA & ANCIENT HUMAN TRAIS – by A.L.P. GOUTHIER’,  FOR A PROJECT OF NATIONAL INTEREST.

 

Companies Names

DAYRELL HOTEL & CONVENTIONS CENTRE, in Belo Horizonte, Brazil.

EMPRESA DE PARTICIPAÇOES OESTE DE MINAS, in Minas Gerais, Brazil

                                                                                 – Sugar-Cane Plantations.

ANASTASIA PUBLICATIONS – Publishing, promoting and commercialising

                                                     the author’s books.

& ANASTASIA PERSEPHONE CREATIONS – Producing and commercialising

                                                  Textile Handbags idealized by Anna Gouthier.

                                                ---------------------------------

 

DAYRELL HOTEL & CONVENTION CENTRE

 

            Anna has been managing this enterprise, located in Belo Horizonte – capital of the Brazilian State of Minas - Gerais since 1995. She made use of her collection of Oriental Textiles acquired around the world to decorate the public areas of the hotel and the vast walls of the convention centre with rich samples of Indian silks, and her own compositions made up by Oriental Textiles mostly from South-East Asia, framed with golden wood and sometimes marbles.

 

ABOUT HER FIRST BOOK PUBLISHED –

 

"PINDORAMA AND ANCIENT HUMAN TRAILS” by A.L.P. GOUTHIER:

Non-fiction, 432 pages, colour illustrations, research on pre-historic

 humans trailing from Africa into the American Continent.

      Available through Amazon Books, in both English and Portuguese;

In colour or in the black-and-white version.

This is non-fiction publication based on the author’s extensive research on pre-historic humans trailing out of Africa to the American Continent, long before the arrival of the Portuguese, the Spanish and the English.

The inspiration for this book was based on the very surprising find of an indigenous forebear, who lived in the first half of the years 1800, because until than the family believed to descend mainly from the Portuguese and the English. Upon this finding Anna started to research about the people of this ancestor, the Krenac - also known in Brazil as the Botocudos, and through this found out little known information about peopling of the American Continent before the European Colonization.

 The Krenac people, she explains, are now thought that they reached South America as early as 15 000 years before present, and are thought to be genetically related to the Clovis People - the most ancient inhabitants of North America. Thus led by Linguistics and other sciences, the author followed the Krenac trail from the Southern Continent all the way through North America, and later across the Bering Straits to Mongolia and Eritrea.

A.L.P. Gouthier first wrote her book in English and later translated it into Portuguese, and has by now published both versions in Brazil. But these publications can also be found worldwide through Amazon Books.

The author is presently negotiating to have her book published in English and in Spanish speaking countries, as to make known her amazing findings about the previously unknown realizations of pre-historic people, whose civilization declined and disappeared long before the period of colonization. 

 

ABOUT NEXT BOOK:

 

“BRONZE WARRIOR” by A.L.P. GOUTHIER.

A biographical anthology, expected at the latest in 2020, both in English and in Portuguese.

The story in “BRONZE WARRIOR”, which is presented in prose, is accompanied by a collection of poems previously written by the author, starting with the story of her parents and on through her life in Brazil, America and England, as well as some of her experiences around the world.

 

ANASTASIA PERSEPHONE CREATIONS

 

Anna Gouthier has also as from 2016 created a collection exclusive Hand-Bags under the label of Anastasia Persephone, which is an offshoot of the author’s collection of countries visited and her fascination with textiles. And this is also the name of the narrator and main character of her books.

 

In the hospitality business, Anna found that she was often left with the remains of beautiful textiles that had been used for upholstery, which she wished to use for some practical purpose. Additionally, each time she found herself in a far-off country, she continued to collect local textiles which are used in the making of her Hand-Bags. The three collections so far created are therefore apply named - Recycled, Handcrafted or Exotic - each of which she personally idealized and decorated, are later marketed and sold online and in shops in Brazil.

----------------------------------------------------------------------

Handbags of: ANASTASIA PERSEPHONE CREATIONS
Composition with Rajasthan, by Anna Luciana Gouthier
Dayrell Hotel & Conventions, Belo Horizonte, MG, Brazil
English Version of PINDORAMA & ANCIENT HUMAN TRAILS

Avaluation of PINDORAMA by Marcus Waring

Anna Gouthier

Fazenda Passa Sete,

Morro do Ferro,

Fortaleza de Minas, MG, 37905-000

June 27, 2017.                First, I must congratulate you on the style of the text, especially its simplicity, providing an unusual degree of clarity and ease with which the text may be read. Not only is the narrative clear, but remains in the memory of the reader. Because of this, the text should translate into other languages without misunderstanding on the part of the translator, the usual alteration or loss of intended meaning and content.

                The text contains general information much of it readily available in the public domain in the English language. However, this observation does not apply to that relating to South American Continent, which has somehow been omitted from English language inquiry as if what has happened there in the past down to the present was of little or no consequence in the general scheme of things.

                Of course, some of what you write about Brazil is available. However, this is in Portuguese, a major world language, but only spoken in Brazil, Portugal and its former African and Far Eastern territories. Thus, in this respect – informing the English-speaking World on the elements of Brazilian and anthropology, your book performs a most useful service.                                                                                                                                             Marcus Warring

Ana and Father/ Christmas 1963/ Natal de 1963

Reportagem Revista Lagoa da Prata

Ana, Papai e Clarinha

Meu Pai, por Anna Luciana Pereira Gouthier

            Meu pai por sua própria natureza - e nada mais - era predestinado à prosperidade. Ele sempre foi muito determinado em seus esforços de ganhar dinheiro. Ainda nos dias de estudante de curso secundário, já economizava ao máximo a mesada que seu pai lhe dava, e assim prosseguiu através de seus estudos universitários enquanto vivia o mais simplesmente possível, para acumular uma poupança para seus planos futuros. A sua próxima ideia foi de comprar pequenos itens, como joias e antiguidades, negociados com pessoas que viviam próximos a fazenda de seus pais, onde passava as suas férias, para vender na capital cada vez que ia de volta para a cidade no início das aulas. E ainda na universidade, o seu próximo empreendimento foi de emprestar as suas economias a juros para seus colegas e conhecidos. E finalmente com esses lucros começou a comprar terrenos e casas em Belo Horizonte, os quais ele alugava para pagar o custo mensal e ter uma renda adicional. Portanto, quando se formou em medicina com a idade de vinte e dois anos, em 1935, já estava extremamente atarefado com a administração de seus negócios.

Três anos depois, em 1938 - quando se casou com minha mãe - eles continuaram juntos a economizar tudo que podiam para construir seu futuro. E como os meus pais nunca tiveram interesse em vida social, nós vivemos tranquilamente na nossa chácara, onde através dos anos, todos os dias de semana reuníamos para o almoço em casa, ocasião que meu pai nunca faltou. Mas nos fins de semana reuníamos com parentes ou nas férias viajávamos com primos.

Durante a década dos quarenta, os planos de negócios de meu pai progrediram rapidamente com a criação da sua primeira Companhia imobiliária, a precursora da Fayal SA. Isso foi logo seguido pela enpt1515328018756Período coberto: 1950 a 1990. Localizações: Belo Horizonte, MG, Brasil. Meu pai - Antonio Zeus, só por sua natureza - e nada mais - estava destinado à prosperidade. Ele estava sempre de mente e determinado em seus esforços de ganhar dinheiro. Ainda nos dias dos alunos, ele salvou o máximo possível de seu subsídio mensal, e desde o início de sua universidade viveu muito economicamente como acumulando fundos para seus planos futuros. A partir desses primeiros esforços de poupança, ele progrediu para comprar e vender vários itens, como jóias e antiguidades, do país para ser vendido na capital, ou calçados - da fonte em Ouro Preto, novamente para venda em Belo Horizonte. O próximo empreendimento do pai - ainda na universidade, era emprestar suas economias em um interesse para seus colegas de classe. E com os lucros ele começou a comprar o Real-State, que ele alugaria, para pagar o custo e uma renda. Então, quando ele se formou, com a idade de trinta e cinco anos, ele tinha as mãos cheias na administração de seus meios de brotamento. E três anos depois, em 1938 - quando ele se casou com minha mãe, eles continuaram a salvar e raspar para construir um futuro juntos. Durante toda a década dos anos quarenta, os planos de Antonio Zeus progrediram rapidamente para a criação da sua primeira Companhia de Estado Real, o precursor da Fayal SA, um estabelecimento que sobreviveu ao longo de sessenta anos. Isto foi seguido peloenfalseInglêsInglês - detectadoMais 0 traduçõesabertura de seu primeira casa bancária, que mais tarde se tornou o Banco Financial da Produção SA - que um dia teria agências em todo o Brasil. E em 1949, o meu avô - o Coronel Totônio – e o meu pai compraram uma antiga refinaria próximo aa cidade de Lagoa da Prata, que um dia se tornaria a Refinaria e Destilaria de Luciânia.

            Muitas das pessoas que trabalharam para o meu pai aí permaneceram durante a maior parte de suas vidas produtivas. Então, ele não deve ter sido um mal patrão! Algumas dessas pessoas eram originalmente desconhecidos em busca de uma posição, outros eram amizades da capital ou de ambas as cidades de origem dos meus pais, além dos parentes distantes e dos mais próximos. Havia, portanto, um grande número de Rezendes registrados nas empresas, que eram da família de minha avó paterna, bem como Cattapretas e Dayrells - da família de minha mãe, como também muitos parentes do meu avô paterno, aportando vários sobrenomes. Um exemplo notável desses foi Geralda de Queiróz, prima de meu pai do lado paterno, que trabalhou na Fayal até os seus oitenta anos de idade, e era famosa por sua prodigiosa memória. E na usina Luciânia, a pessoa de maior destaque foi sem duvida alguma o Oswaldo Damasceno. Papai e Oswaldo foram dedicados um ao outro por todas as suas vidas.

            No final dos anos cinquenta, a prosperidade do meu pai foi coroada pela construção de um edifício no centro da cidade, que iria abrigar o banco, seus escritórios e um hotel. O edifício Financial foi o mais alto da cidade por muitos anos por vir. E, portanto, era impossível não perceber os sucessos de meu pai – pelo qual ele era admirado e respeitado por alguns, ou criticado e odiado por outros.

            Mas a sua energia era ilimitada, e logo abraçou outras oportunidades, à medida que surgiam. Uma delas foi a criação da Cineart SA, uma empresa destinada a possuir a maioria das casas de cinema da cidade - uma posição que nunca foi superada. E em veio uma indústria têxtil, - a Minas Fabril SA. E assim continuou, já na década de sessenta, o seu ritmo frenético de trabalho, mas agora muito preocupado com a situação política do país. Mas mesmo assim continuou a comprar terras em várias partes do interior do estado, e para cada um desses locais desenvolvia-se uma atividade produtiva adequada. Havia o plantio de eucaliptos para madeira; a extração de um tipo de calcita utilizada na fabricação de açúcar; e a queima dos bastões de cana, após o suco ter sido extraído, para ser usado para a produção de energia, entre outras coisas.

            Nos primeiros anos, a Refinaria Luciânia proporcionou habitação para seus funcionários na aldeia Luciânia, onde todos os requisitos para a população, como escolas e atendimento médico, eram disponíveis. Mas em lugares remotos, como Brasilândia ou Urucuia - ao oeste do Estado na direção de Goiás, o meu pai aos sábados ao chegar sobrevoava a região no seu Piper-Cub, para avisar sobre a chegada do doutor. E no início da manhã seguinte, não só seus trabalhadores, mas também pessoas que viviam nas redondezas faziam fila para ser atendidas pelo Dr. Luciano. E assim passava ele os domingos atendendo seus pacientes e dispensando medicação gratuita, do posto médico que havia montado junto a sua casa.

            Ainda no início dos anos sessenta, meu pai me surpreendeu ao decidir entrar na política, pois eu sabia que ele não gostava da ideia de uma vida pública. Quando eu o perguntei sobre o que causou sua decisão, ele me disse que era o seu dever ajudar a salvar o Brasil de se tornar outra Cuba. O meu pai foi o deputado federal mais votado da história do Brasil até então. Mas em 1967, esta parte de sua vida terminou mal quando meu pai, juntamente com centenas de outros políticos, perdeu seus direitos políticos, o que o deixou devastado por um ato injustificado e ele nunca foi o mesmo depois disso.

            Os anos setenta o viram de volta na administração de seus negócios, já com uma nova geração de parente trabalhando, inclusive meu irmão. Mas, do meu ponto de vista, meu pai já não era mais o mesmo, e frequentemente nervoso e irritado.  E nos fins dos anos oitenta foi diagnosticado com câncer no cérebro, passou por uma quimioterapia devastadora e recuperação parcial, antes de sucumbir de novo. No dia em que ele morreu tivemos que apressar o seu enterramento, o quanto legalmente possível, para evitar tumulto. E felizmente, conseguimos, pois quando a imprensa chegou tudo já havia acabado.

            Então, aqui estou, tentando apresentar minha versão da história de meu pai, porque ele merece que seja contada, já que ele foi uma pessoa boa e caridosa, de quem muitas pessoas se lembram com respeito e carinho. Muitas vezes eu penso que houveram duas fases principais da vida de meu pai. A primeira foi a que durou até o fim dos anos sessenta, quando ele tinha cerca de cinquenta e cinco anos de idade. Este era o pai que eu adorava e com quem eu identificava tanto. A segunda parte da vida do pai, do meu ponto de vista, começa desde a década de setenta até o fim. O que aconteceu para mudá-lo? Muitas coisas. Um definitivamente foi ter tido seus direitos políticos cassados, o que foi muito ofensivo para ele porque amava o seu país. Mas outras mudanças devem ter sido o resultado das pressões da vida e da idade. E muitas pessoas ainda vivem que podem testemunhar as minhas palavras.

©ALP Gouthier. Parte de meu próximo livro ‘A Guerreira de Bronze’.

Write a new comment: (Click here)

SimpleSite.com
Characters left: 160
DONE Sending...
See all comments

| Reply

Latest comments

31.08 | 03:16

Li tudo e participei também. A prima de sempre e seguidora fiel.

...
25.08 | 22:08

Adorei as fotos! Bj e sucesso!

...
24.04 | 11:26

The Battle is a very impressive poem for me. I really like this. I also share this my friends during my https://www.goldenbustours.com/new-york-ny-tours/

...
23.06 | 23:47

Hi Anna ! Congratulations for your site ! Very touching, the passage in which you expose your sorrow for not being able to cooperate with your father...

...
You liked this page
Hi!
Make your own website like I did.
It's easy, and absolutely free.
AD